A Fisioterapia Pélvica é uma área de atuação da fisioterapia que foca na prevenção e no tratamento de disfunções genitourinárias, sexuais e anorretais, por meio de técnicas e recursos que buscam restabelecer o controle da bexiga e do intestino e a função do assoalho pélvico, um conjunto de músculos que fecham a cavidade pélvica.

 

Conheça as disfunções contempladas pela Fisioterapia Pélvica, as quais Thais Cristine é especialista em prevenir, diagnosticar e tratar de forma humanizada e personalizada proporcionando conforto e privacidade. Sua competência e  abordagem holística, que percebe o indivíduo na sua integralidade, transmite confiança  e garante resultado e satisfação. 

 

Se você sofre com uma ou mais das disfunções a seguir entre em contato e desfrute a vida com mais saúde e qualidade.

Fisioterapia

PÉLVICA

URINÁRIA

Incontinência 

A incontinência urinária é a perda involuntária de urina. É uma condição que repercute negativamente nas relações socias e autoestima. Pode acometer homens, mulheres e crianças.

 

Em homens é mais comum após a retirada da próstata na presença de câncer.  Saiba identificar os tipos mais prevalentes:

Incontinência urinária de esforço: ocorre ao tossir, espirrar, agachar, levantar peso, caminhar, correr, saltar ou outras situações que geram aumento de pressão intra-abdominal.

Incontinência urinária de urgência (urge-incontinência): ocorre na presença de um forte e inadiável desejo de fazer xixi que o impossibilita de alcançar o banheiro sem que haja perda de urina.

Incontinência urinária mista: quando o paciente experimenta escape nas duas situações citadas acima.

Fisioterapia na

GESTAÇÃO E

​PÓS-PARTO

A gestação e o pós-parto são momentos de significativa transformação.  A mulher merece ser assistida por profissional experiente em acolher demandas e necessidades específicas dessa fase. 

 

A diástase abdominal (afastamento do músculo reto abdominal) é um acometimento comum na gestação e puerpério, e sua prevenção e tratamento requerem um olhar especializado.

 

O assoalho pélvico precisa de atenção especial para que problemas como perda de urina, flacidez vaginal, dor na pelve ou lombar e queixas sexuais não venham atrapalhar a mulher nessas fases.

Barriga de grávida
Image by Hian Oliveira

SEXUAIS

FEMININAS E MASCULINAS

Disfunções

A sexualidade é um dos pilares da qualidade de vida, merece ser olhada com respeito e sensibilidade. 

Disfunções como dor na relação sexual (dispareunia), dificuldade de permitir penetração vaginal (vaginismo), dificuldade de alcançar o orgasmo, falha na excitação/ lubrificação, disfunção erétil e ejaculação precoce provocam angústia, e impactam negativamento os relacionamentos conjugais e interpessoais. 

A fisioterapia especializada pode ajudar você a recuperar sua saúde sexual e alegria de viver!

Incontinência Fecal

E CONSTIPAÇÃO

Assim como pode existir a dificuldade de conter urina, também pode existir a dificuldade de conter flatos ou fezes, e isto é denominado incontinência anal/fecal. 

 

Um fator causal muito frequente nessa disfunção é a fraqueza dos músculos do assoalho pélvico. Logo, a fisioterapia pélvica é uma das terapêuticas mais eficientes para resolução do problema. 

 

Situação oposta também pode afetar a qualidade de vida do paciente: a constipação. Neste caso o tratamento do fisioterapeuta será pautado em estratégias que favoreçam o trânsito intestinal e o adequado relaxamento dos músculos do assoalho pélvico para que haja um esvaziamento intestinal satisfatório e sem traumas por estresse nesse grupo muscular.

Pélvica

Dor

A Dor Pélvica Crônica afeta homens e mulheres e é caracterizada por dor percebida na região anatômica da pelve e de caráter contínuo, esporádico ou cíclico, percebida por no mínimo três meses dos últimos seis meses. Quando essa ocorrência de dor não está relacionada a infecção ou outra doença local óbvia recebe o nome de Síndrome da Dor Pélvica Crônica. Pode ter origem urológica, ginecológica, sexual, muscular.

 

Existe uma tendência à hiperativação muscular e bloqueios de mobilidade articular na presença de dor, e o fisioterapeuta pode lançar mão das várias técnicas para corrigir essas alterações e resgatar a qualidade de vida do paciente.

Prolapso

GENITAL

O prolapso genital ou prolapso de órgão pélvico (POP) é uma procedência (descida sentido intróito vaginal) da parede vaginal anterior, posterior ou da cúpula vaginal. Essa disfunção é conhecida popularmente como “bexiga caída” e em estágios avançados requer correção cirúrgica. 

 

A fisioterapia contribui melhorando o suporte dos músculos do assoalho pélvico por meio de um treinamento específico. Esse reforço muscular contribui para o impedimento da evolução do prolapso. Quando necessário o fisioterapeuta pode prescrever o pessário (dispositivos de silicone desenvolvidos para introdução vaginal afim de dar sustentação/suporte para o prolapso).

COMIGO

Fale

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • WhatsApp_Prancheta 1

Goiânia-GO

©2019 por Thais Cristine. Todos os direitos reservados.